Portal do Gremista
Confira as últimas notícias sobre o Grêmio, como jogos, contratações, vendas, rumores, e tudo que você precisa saber sobre o tricolor gaúcho.

- Publicidade -

7 curiosidades sobre Carlos Miguel

0

- Publicidade -

Tempo estimado de leitura: 5 minutos

Carlos Miguel foi um dos grandes personagens do futebol brasileiro durante os anos 90. Revelado pelo Grêmio em 1992, mas despontou sob o comando do técnico Luiz Felipe Scolari, o Felipão, e juntos conquistaram os grandes títulos do Tricolor na década. O meia foi decisivo no tri da Copa do Brasil, em 1997, e teve ótima passagem pelo São Paulo no ano seguinte. Figurou na Seleção Brasileira em 2001 e terminou a sua carreira no futebol alagoano em 2006.

- Publicidade -

7 curiosidades sobre Carlos Miguel

1. Fez parte da equipe vice-campeã da Copinha em 1991:

As categorias de base do Grêmio sempre revelaram grandes jogadores ao longo dos anos. O Tricolor Gaúcho nunca conquistou uma Copa São Paulo de Futebol Júnior, principal torneio de base do futebol nacional, mas chegou na final em algumas oportunidades. Uma delas foi em 1991, ano que a equipe gremista tinha bons jogadores, como o goleiro Danrlei e o meia Carlos Miguel. No entanto, na decisão da disputa, o escrete gremista foi goleado pela Portuguesa pelo placar de 4 a 0. A Lusa tinha entre seus titulares o atacante Dener, maior promessa do futebol brasileiro no início dos anos 90.

- Publicidade -

2. Formado no Grêmio e projetado por Felipão:

Carlos Miguel subiu para o profissional do Grêmio logo após o vice-campeonato da Copa São Paulo, em 1992. O Grêmio teve quatro treinadores até a chegada de Luiz Felipe Scolari, em setembro de 1993. Foi com Felipão que o meia Carlos Miguel ganhou boa projeção na equipe titular do Tricolor. A partir disso, vieram títulos de grande expressão e uma era de hegemonia gremista no futebol sul-americano.

3. Multicampeão com o Grêmio nos anos 90:

A partir da chegada de Scolari no Grêmio, as coisas começaram a mudar. A equipe gremista vinha de um recente acesso a Série A após disputar a segunda divisão em 1992. Em 1994, Felipão levou o Grêmio de Carlos Miguel à final da Copa do Brasil. A final seria diante do Ceará, com a primeira disputada no Estádio Castelão, em Fortaleza. Um empate sem gols marcou o primeiro duelo entre as duas equipes. Na partida de volta, no Estádio Olímpico Monumental, o atacante Nildo marcou o gol do título gremista aos 3 minutos do primeiro tempo. Daí em diante, o Tricolor empilhou grandes títulos como a Copa Libertadores da América em 1996 e o Campeonato Brasileiro em 1996.

- Publicidade -

4. Autor do gol do Tri da Copa do Brasil em 1997:

A segunda Copa do Brasil conquistada por Carlos Miguel pelo Grêmio teve um gosto especial. Em 1997, o Flamengo contava com uma dupla de ataque muito badalada, Romário e Sávio. O favoritismo da equipe carioca para a final contra o Tricolor era muito superior, mesmo com a equipe do Grêmio sendo remanescente de grandes títulos.

O primeiro jogo no Olímpico acabou empatado sem gols e a partida de volta no Maracanã contou com a presença de 95 mil pessoas. O volante João Antonio do Grêmio marcou logo no início da partida, porém, o Mengão virou a partida e estava com uma mão na taça. Aos 84 minutos de jogo, Carlos Miguel faz o gol de empate e cala o estádio, era o terceiro título do Grêmio da Copa do Brasil.

5 . Passagem vitoriosa pelo São Paulo:

Carlos Miguel se aventurou no futebol europeu e foi negociado com o Sporting Lisboa em 1998. O meia não conseguiu se adaptar ao futebol português e disputou poucas partidas. Não demorou muito para rescindir o contrato e voltar ao futebol brasileiro, mais especificamente para o São Paulo. Pelo Tricolor Paulista, Carlos Miguel teve ótima atuação em seu primeiro ano, 1998, e conquistou o Campeonato Paulista. Ele conquistou também a edição de 2000 e em 20001 foi campeão do Torneio Rio-São Paulo. 

6. Gol em estreia pela Seleção Brasileira:

Em 2001, Carlos Miguel era um atleta de muita regularidade e por isso foi convocado pelo técnico Emerson Leão para a disputa da Copa das Confederações com a Seleção Brasileiro. Em sua partida de estreia com a Amarelinha, o meia marcou um dos dois gols da vitória sobre a seleção de Camarões. O Brasil não foi bem naquela edição do torneio e acabou ficando com o quarto lugar.

7. Retorno ao Grêmio no ano do rebaixamento:

No final da carreira, assolado por muitas lesões e necessitando de trabalhos especiais de condicionamento físico, Carlos Miguel retornou ao Grêmio. A situação do jogador e do clube era dramática em 2003. Ele mal podia atuar pelas lesões e o clube vinha de uma má administração. Em 2004, a equipe gremista foi vergonhosamente rebaixada para a Série B do Campeonato Brasileiro e Carlos Miguel fazia parte do elenco.

Comentários do Facebook

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia Mais

script async type='text/javascript' src='//s.clickiocdn.com/t/221287/360_light.js'>
CAMISA DO TRICOLOR GAÚCHO É ELEITA UMA DAS MAIS BONITAS DO BRASIL TENHA UMA SEXTA-FEIRA BEM INFORMADA COM ESSAS NOTÍCIAS DO GRÊMIO GURIAS DO GRÊMIO EMBARCAM PARA SÃO PAULO PARA JOGO CONTRA PALMEIRAS GRÊMIO CONTA COM AO MENOS 3 JOGADORES QUE JÁ VENCERAM O CRUZEIRO 5 MATÉRIAS DO GRÊMIO PARA INICIAR A QUINTA-FEIRA BEM INFORMADO