Últimas Notícias do Grêmio

Arena do Grêmio se manifesta e atualiza ajuda para vítimas de enchentes em Porto Alegre

O estádio serviu de abrigo para de 500 pessoas

Grêmio Ingressos Domingo Arena do Grêmio
Imagem: Lucas Uebel/ GFBPA

Em meio às inundações no RS, Arena do Grêmio atualiza informações sobre abrigo temporário no estádio

A Arena do Grêmio, que nos últimos dias se transformou em mais do que um palco de futebol ao servir como abrigo provisório para mais de 500 pessoas afetadas pelas enchentes devastadoras no Rio Grande do Sul, enfrenta agora um novo desafio. Na manhã desta segunda-feira (06), foi anunciada a desocupação do estádio devido à falta de condições adequadas como luz e água, complicando ainda mais a situação dos desabrigados.

A operação de transferência dos desabrigados está sendo coordenada pela Brigada Militar, que tem a responsabilidade de realocar essas pessoas para locais com infraestrutura completa, garantindo assim, sua segurança e bem-estar.

Esse movimento ocorre em um contexto de dificuldades adicionais, como a circulação limitada em Porto Alegre. A cidade ainda se recupera das inundações que afetaram severamente áreas críticas, incluindo o Aeroporto Salgado Filho e os centros de treinamento de importantes clubes de futebol, o que complica a logística de qualquer deslocamento.

A situação na Arena reflete o grave impacto das enchentes que atingiram o estado, sublinhando os desafios enfrentados pelas autoridades e pela comunidade em responder efetivamente à crise.

Confira a nota oficial da Arena

“A Arena do Grêmio, que serviu como ponto provisório de abrigo para mais de 500 pessoas afetadas pela enchente em Porto Alegre, enfrenta uma situação crítica. Devido à falta de estrutura adequada, incluindo a ausência de luz e água, a Brigada Militar será responsável por transferir os desabrigados para locais com infraestrutura completa.

O estádio, que se tornou um refúgio temporário para os necessitados, está agora sem condições de manter sua função de abrigo. Permanecerão na Arena apenas os seguranças. O translado das mais de 300 pessoas que ainda estão lá, será todo coordenado pela Brigada Militar, em uma operação que visa garantir a segurança e o bem-estar dos desabrigados. A previsão é que ocorra ainda pela manhã.”

 

Imagem destaque: Lucas Uebel/ GFBPA

Gabriel Borba

Jornalista, pós-graduado em Jornalismo Esportivo e setorista do Grêmio (@gborba05).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo