Últimas Notícias do Grêmio

As consequências do escândalo de apostas

 

O mundo das apostas nem sempre nos traz boas notícias e, em um segmento que vem crescendo nos últimos meses, não apenas nos jogos de slots, mas também nas apostas esportivas, houve algumas exceções menos positivas.

Embora os jogos de cassino sejam um dos entretenimentos preferidos dos brasileiros, as apostas esportivas são um setor em crescimento que cada vez mais chama a atenção de todos, mesmo daqueles que não veem o setor de forma positiva.

Há alguns exemplos de escândalos de alto nível associados a jogos de azar e apostas em particular, e o caso peculiar de Diego Costa acabou marcando o ano de 2021 devido à visibilidade do atleta.

Uma retrospetiva sobre a investigação 

O atacante de 35 anos, que atualmente representa o Grêmio, havia retornado ao Brasil para representar o Atlético-MG em agosto de 2021, e era considerado um grande reforço para essa equipe e para as expectativas dos mineiros.

No entanto, poucos meses depois de assinar com a equipe, Diego Costa se viu alvo de uma investigação da Polícia Federal de Sergipe, na qual foi apontado como suposto financiador de um “esquema de exploração de jogos de azar, lavagem de dinheiro, evasão de divisas e organização criminosa”.

De acordo com a investigação, Diego Costa estava envolvido em um esquema no qual mais de R$ 13 milhões foram movimentados ilegalmente por meio de evasão de divisas.

Foram expedidos sete mandados de busca e apreensão em cinco locais diferentes, a maioria em Sergipe, mas também em Salvador e São Paulo.

Estávamos, portanto, diante de um caso histórico que estava sendo investigado pela Polícia Federal e que tinha como um dos alvos uma figura carismática não só do futebol brasileiro, mas também do esporte em escala mundial.

O Atlético-MG afirmou que os “fatos noticiados não dizem respeito ao Clube”, enquanto o atleta e seus representantes não se pronunciaram sobre o caso.

Ligação do atacante com possível esquema

As suspeitas da Polícia Federal acabaram por tornar Diego Costa um “financiador de uma casa de apostas” sediada em Aracaju, Sergipe, seu estado natal e onde atualmente tem família.

Um dos acionistas majoritários dessa empresa era Reinan Nascimento dos Santos, que, além de ser proprietário de um clube na cidade de Lagarto, também é parente direto de Diego Costa, o que pode ter iniciado o possível relacionamento.

O atacante não tinha ligação direta com a plataforma em questão, e apenas mantinha contato com o site de apostas como um mero “jogador”, apesar de não saber seu login e senha.

No entanto, as transações financeiras realizadas e o uso de criptomoedas tornaram a história do jogador suspeita e, por isso, foram iniciadas investigações nas quais sua própria casa foi revistada.

Passado recente não abonou a favor do atleta

Enquanto representava o Atlético Madrid na Espanha, o espanhol/brasileiro já havia sido alvo das autoridades fiscais espanholas em 2014, nesse caso por ter fraudado cerca de 1,1 milhão de euros.

O jogador se declarou culpado no tribunal por ter ocultado a renda que recebeu de um patrocinador de marca esportiva quando ainda representava o Chelsea.

É importante observar que esse foi um caso resolvido em 2019, como ocorreu em outras situações semelhantes com jogadores como Lionel Messi e Cristiano Ronaldo, que atuavam na Liga dos Campeões.

Esses tipos de incidentes se tornaram mais sensacionalistas nos últimos anos, com vários atletas de renome mundial tendo que demonstrar todos os seus ganhos e como obtiveram esses benefícios.

Consequências destas acusações

Diego Costa não foi considerado culpado de qualquer irregularidade no escândalo das apostas e continuou a representar o Atlético-MG, onde acabaria assinando contrato com seu atual clube, o Grêmio.

Esse caso serviu como um grande exemplo para a promoção do jogo responsável no país e, acima de tudo, para a busca da legalização das casas de apostas no Brasil, um processo que ainda está em andamento, mas com boas perspectivas.

A forte ligação entre as apostas on-line e o futebol brasileiro é evidente, não apenas na forma de patrocínios, mas também nos milhões que são gastos em todos os eventos das melhores competições desse esporte.

No entanto, ainda há muito espaço para tornar esse segmento ainda mais legislado e situações como a de Diego Costa acabaram “abrindo nossos olhos” para possíveis problemas que poderiam ocorrer.

Diego Costa continua sendo uma peça fundamental para o desenvolvimento da equipe do Grêmio, mas o atacante sofreu recentemente uma grave lesão que possivelmente o afastará dos gramados por alguns meses.

Redação PG

Site gaúcho com as últimas notícias do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense. Ao vivo, como assistir, próximos jogos, resultados, escalação, gols, mercado da bola, tabelas, estatísticas e muito mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo