Portal do Gremista
Confira as últimas notícias sobre o Grêmio, como jogos, contratações, vendas, rumores, e tudo que você precisa saber sobre o tricolor gaúcho.

- Publicidade -

Brasil vence na prorrogação e fatura o bicampeonato olímpico do futebol

Mesmo com teimosia do treinador, equipe achou um gol na prorrogação

- Publicidade -

O Brasil é bicampeonato olímpico de futebol! Uma seleção que levou mais de 100 anos para ganhar o primeiro ouro agora tem dois. A Seleção fez 2×1 na Espanha, na manhã deste sábado (7).

- Publicidade -

Foi um jogo equilibrado, com bons momentos para as duas equipes. O Time Brasil chegou ao sétimo ouro nos Jogos Olímpicos de Tóquio, bateu o recorde de medalhas e na próxima madrugada tem final no vôlei de quadra feminino e no boxe, com Bia Ferreira.

Brenno não jogou nenhum minuto na competição e Matheus Henrique não foi acionado na final, embora os meias estivessem com cartões amarelos.

Primeiro tempo

A Espanha começou o jogo melhor, embora não fossem criadas grandes chances na partida. Além disso, algumas faltas foram marcadas e cartões distribuídos.

- Publicidade -

Aos 15 minutos Oyarzabal ia marcar o gol, mas Diego Carlos salvou em cima da linha, lance parecido com o de David Luiz na final da Copa das Confederações 2013 contra a Espanha.

O Brasil passou a dominar o jogo. Aos 36 minutos o VAR chamou o árbitro que marcou pênalti, Richarlison foi para a cobrança e isolou. O Brasil não se abateu, seguiu em cima e aos 46 Matheus Cunha abriu o placar, em lance típico de centroavante.

Segundo tempo

O Brasil voltou melhor do intervalo e Richarlison teve uma boa chance, driblou o marcador dentro da área, mas a bola foi no goleiro e no travessão.

- Publicidade -

Depois, a Espanha passou a dominar o jogo completamente. O empate veio em cruzamento aproveitado por Oyarzabal. E os europeus seguiram em cima, mandando duas bolas no travessão.

O Brasil não chegou com perigo mais nenhuma vez. Pior do que isso: o técnico André Jardine não mudou nenhuma vez ao longo de 90 minutos. E o jogo foi para a prorrogação.

Prorrogação da final olímpica do futebol

Na prorrogação o técnico espanhol mudou todas as seis vezes possíveis. Já o Brasil demorou para trocar. Malcon entrou na equipe, o time de André Jardine equilibrou o jogo e achou um gol para marcar 2×1. No fim, foi só segurar a pressão para comemorar o bicampeonato.

- Publicidade -

ERRATA: o título foi editado, pois constava que era nos pênaltis, e foi na prorrogação.

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o Twitter, o Instagram e o Facebook. Assim, você poderá acompanhar todas as notícias sobre o nosso Imortal Tricolor.

Imagem: ANNE-CHRISTINE POUJOULAT / AFP

- Publicidade -

Comentários do Facebook

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.