Portal do Gremista
Confira as últimas notícias sobre o Grêmio, como jogos, contratações, vendas, rumores, e tudo que você precisa saber sobre o tricolor gaúcho.

- Publicidade -

Apesar do resultado contra o Flamengo, sem terra arrasada, torcedor gremista

- Publicidade -

- Publicidade -

A humilhante derrota do Grêmio para o Flamengo pela Copa do Brasil, na última quarta-feira, foi um balde de água fria para os torcedores, sobretudo pela maneira que aconteceu. Mesmo que o placar dilatado tenha abalado o emocional dos jogadores, as circunstâncias da do retumbante fracasso deve ser analisado contextualizando a situação.

Apesar do resultado contra o Flamengo, sem terra arrasada, torcedor gremista

Embora o resultado do final do jogo tenha sido muito elástico, o placar não refletiu a partida dentro de campo. O segundo gol tomado aos 39 minutos da etapa complementar foi quando a porteira abriu e a boiada passou atropelando.

- Publicidade -

Foi a partir dos equívocos cometidos nas substituições que aconteceu um desastre. Porém, a boa atuação e a intensidade da equipe na primeira etapa podem e devem ser levadas como exemplo para o embate contra o Corinthians. Não são tempos para que a ressaca da goleada sofrida ecoe na partida contra a equipe paulista.  

Primeiro tempo Grêmio teve atuação consistente

Jogando de maneira simples e objetiva, a primeira etapa do tricolor gaúcho enfrentou uma forte equipe do Flamengo de igual para igual. Composto por jogadores com imensos recursos técnicos, a equipe carioca tem no seu elenco atletas de extrema qualidade. Enquanto isso, o grupo de jogadores do Grêmio se mantém em processo de remontagem e ainda sim demostrou uma organização dentro dos gramados, implementado uma forte marcação no meio campo.

 Com maior posse de bola, o tricolor gaúcho conseguiu controlar bem as ações da partida, tendo inclusive chances de abrir o marcador com Alisson. Foi na expulsão do lateral-direito Isla que a maionese começou a desandar. Até aquele instante, o torcedor gremista foi iludido e acreditou que o impossível poderia acontecer outra vez, como em tantos outros momentos da história do clube. Com o adversário com a menos em campo, tudo parecia se encaixar. Ledo engano.

- Publicidade -

Um Grêmio frustrante no segundo tempo

 O técnico Renato Gaúcho mexeu bem na equipe do Flamengo e ajustou seu time, já que estava com um a menos em campo. Voltando com um futebol melhor na etapa complementar, a equipe rubro-negra deixou o time do Grêmio acuado no campo de defesa. O escanteio que originou o primeiro gol do Flamengo, aconteceu de maneira afoita em consequência do erro de passe na saída de bola. O gol de bola parada desestabilizou o time em campo, porém, a saída de um volante e a entrada de Campaz deu um novo fôlego para os jogadores gremista na partida.

No entanto, apesar de uma bola na trave, o tricolor gaúcho tinha dificuldades para entrar na área adversária e problemas para conter o rápido contra-ataque flamenguista. Foi na ânsia de querer empatar a partida que o técnico Luiz Felipe Scolari exagerou na dose. Substituir Thiago Santos para colocar Diego Souza foi um erro incompreensível do experiente treinador gremista. A falta de leitura de jogo ao abrir o meio campo no segundo tempo, da forma como fez o comandante do tricolor gaúcho, foi ingênua e feita de maneira atabalhoada.

Porém, o começo para a mudança de postura se dá quando se reconhece os próprios erros. Na entrevista coletiva após a partida, o técnico Felipão ponderou sobre as falhas cometidas  e explicou que o jogo serviu de lição, assumindo a responsabilidade pelo placar.

- Publicidade -

Enfim, gostou da notícia?

Então, se inscreva no YouTube e nos siga em nossas redes sociais como o TikTok, Twitter, o Instagram e o Facebook. Assim, você poderá acompanhar todas as notícias sobre o nosso Imortal Tricolor.

Imagem: Jornal Tribuna

- Publicidade -

Comentários do Facebook

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.