JogadoresÚltimas Notícias do Grêmio

Galdino não se cala e abre o jogo sobre a marcação de pênaltis em jogos do Grêmio

Grêmio Everton Galdino
Imagem: Lucas Uebel/Flickr do Grêmio/Divulgação

Galdino quebra silêncio sobre pênaltis em jogos do Grêmio

O Grêmio foi até a Arena Castelão, na tarde do último sábado (30), e empatou em 1 a 1 com o time reserva do Fortaleza, que preservou titulares por conta da disputa da semifinal da Copa Sul-Americana. No primeiro tempo, o time cearense abriu o placar em uma penalidade, que só foi assinalada após revisão sugerida pelo árbitro de vídeo (VAR).

Leia mais:

Nathan e J.P. Galvão correm sério risco no time titular do Grêmio; entenda

Renato surpreende, bate no peito e resolve avaliar temporada do Grêmio

No lance em questão, depois de um cruzamento em direção à área do Imortal, a bola bate no braço de Reinaldo. Na saída de campo, o atacante Everton Galdino desabafou sobre penalidades em jogos do Tricolor e lembrou o polêmico pênalti não assinalado a favor dos gaúchos na partida contra o Corinthians. Apesar disso e da desvantagem em relação ao líder Botafogo, ele colocou o Clube na luta pelo título.

Dez pontos não são fáceis de buscar, mas a gente está tentando. Teve esse pênalti contra nós, que para mim não foi. O braço do Reinaldo estava fechado e deram o pênalti, contra o Corinthians estava aberto e não deram. Mas enquanto tiver chance matemática iremos buscar“, analisou.

Ao contrário de Galdino, Renato Portaluppi reconheceu que a arbitragem acertou ao assinalar a infração a favor do Fortaleza. Ainda no primeiro tempo, o Renato Portaluppi também teve um pênalti a seu favor, mas o argentino Franco Cristaldo acabou desperdiçando a chance de empatar o jogo.

Muita gente vai falar que o Fortaleza jogou com o time reserva, mas as vezes é pior. Começamos bem e deixamos eles dominarem depois. Tomamos o gol de pênalti, que na minha opinião foi, assim como o nosso também foi“, comentou o técnico.

Imagem destaque: Lucas Uebel/Flickr do Grêmio/Divulgação

Bruno Loreto

Jornalista formado pela UNISC, de Santa Cruz do Sul, com pós-graduação em Jornalismo em Base de Dados pela Uninter, apaixonado por futebol e, principalmente, pelo Grêmio. Fanático pelo Tricolor há 27 anos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo