Últimas Notícias do Grêmio

Grêmio completa 25 anos da conquista do bicampeonato brasileiro

Era uma tarde ensolarada em Porto Alegre naquele 15 de dezembro de 1996. Grêmio e Portuguesa faziam um confronto inusitado na final do Campeonato Brasileiro daquele ano. Helicópteros de emissoras de televisão do centro do país sobrevoavam e davam rasantes para mostrar a festa da torcida gremista no pulsante estádio Olímpico. Logo nas catracas da entrada, bandeiras do tricolor gaúcho eram distribuídas para os torcedores. A festa foi inesquecível.

Uma campanha apenas regular na fase classificatória do Brasileirão de 96

O Grêmio não era o favorito para conquistar o Campeonato Brasileiro de 96. Na época, o poder financeiro dos clubes do eixo Rio-São Paulo era predominante no futebol tupiniquim. Embora tenha vencido a Copa Libertadores em 1995, o tricolor gaúcho possuía um orçamento muito menor que outros clubes e conseguiu prevalecer contra os fortes times de Flamengo dos atacantes Romário (Golpista), Sávio, Marques, do lateral Gilberto e do meio campista Nélio, e também o Palmeiras da era Parmalat do goleiro Veloso, dos laterais Júnior e Cafu, do volante  Flávio Conceição, dos meias Rivaldo e Djalminha, e dos atacante Müller e Luizão.

Apesar de não ter o dinheiro de outros clubes, o Grêmio superou com folga adversários teoricamente mais fortes e com jogadores renomados na época, já não sendo mais considerado zebra. Embora tenha oscilado na campanha na primeira fase da competição e classificado na sexta posição, o tricolor gaúcho entrou consciente de suas condições nas quartas de final. Com um regulamento da segunda fase de mata-mata, o Grêmio eliminou com autoridade a poderosa equipe do Palmeiras. Na semifinal, o tricolor gaúcho foi algoz do bom time do Goiás.

Um jogo complicado com gol do título brasileiro aos 40 minutos do segundo tempo

Eram 60 mil pessoas que testemunharam a tarde mágica de 25 anos atrás e apoiaram o Grêmio até o apito final. Com um placar desfavorável da primeira partida da final, o tricolor gaúcho precisava reverter os 2 a 0 que havia sofrido da Portuguesa em São Paulo. Sem o artilheiro Jardel, já vendido para o futebol europeu, a posição de centroavante titular alternava entre Zé Alcino e Zé Afonso. Entretanto, o atacante Paulo Nunes estava “endiabrado”, marcando 16 gols no Brasileirão de 96 e se tornando o goleador da competição.

Com melhor campanha no decorrer da primeira fase, o Grêmio precisava retribuir o resultado do primeiro jogo para ser campeão. Com gol de Paulo Nunes logo no começo do jogo, o nervosismo tomava conta dos torcedores gremistas. Já com um cartão amarelo, o volante Dinho pediu ao técnico Felipão que colocasse o meia Aílton e adiantasse a marcação contra a forte equipe da Portuguesa. Vaiado ao entrar em campo para substituir um dos principais ídolos, Aílton marcou sua história ao converter um forte chute que afundou as redes do time Paulista aos 40 minutos do segundo tempo. O estádio Olímpico explodiu de alegria. Nada, absolutamente nada, poderia evitar a conquista do Bi Campeonato do Brasileirão de 1996.

De 1996 até hoje muita coisa aconteceu no Grêmio. Conquistamos títulos e tivemos frustrações nesse meio tempo. Porém, relembrar o título de Brasileirão 96 deu a certeza de que em breve retornaremos para a elite do futebol brasileiro.

Ficha técnica de Grêmio 2 x 0 Portuguessa:

Grêmio: Danrlei; Arce, Rivarola (Luciano), Mauro Galvão e Roger; Dinho (Aílton), Goiano, Émerson (Zé Afonso) e Carlos Miguel ; Paulo Nunes e Zé Alcino. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Portuguesa: Clemer; Valmir, Émerson, César e Carlos Roberto (Flávio); Capitão, Gallo, Caio e Zé Roberto; Alex Alves e Rodrigo Fabri (Tico). Técnico: Candinho.

Enfim, gostou da notícia?

Então, se inscreva no YouTube e nos siga em nossas redes sociais como o TikTok, Twitter, o Instagram e o Facebook. Assim, você poderá acompanhar todas as notícias sobre o nosso Imortal Tricolor.

Imagem: Grêmio.Net

Roberto Salatino

Jornalista com alma azul celeste. Fanático por futebol e pelo Grêmio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo