Crise na pandemia: Grêmio reduz salários e encerra contratos

A pandemia do novo coronavírus trouxe uma grande crise em todas as esferas da sociedade, inclusive no futebol, que também foi bastante atingido. Com as competições paralisadas, os clubes acabam sem receita e precisam cortar gastos para não ”quebrar”. No Grêmio não é diferente, inclusive, o presidente Romildo Bolzan revelou que o clube pode ter um prejuízo de R$ 35 milhões por conta da crise. Além disso, agora o Grêmio reduz salários e encerra contratos.

É provável que você também goste:

Grêmio deve adiar a compra da Arena para 2021 por conta da crise

Elenco do Grêmio já desvalorizou R$ 120 milhões

Grêmio pode ter prejuízo de até R$ 35 milhões por conta da pandemia

Grêmio reduz salários e encerra contratos

Pra conter os gastos em meio à pandemia do novo coronavírus, o clube gaúcho reduziu os salários dos funcionários em até 25%. Além disso, diversos contratos de trabalho foram suspensos em diversos setores pela diretoria do Grêmio. Tudo isso faz parte do plano da diretoria que além cortar as despesas deverá rever o orçamento geral para a temporada.

Na última quarta-feira (29), o presidente Romildo Bolzan Júnior defendeu a volta do futebol no Estado, durante um programa esportivo o canal SporTV.

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o Facebook. Assim, você poderá acompanhar todas as notícias sobre o nosso Imortal Tricolor.

FOTO: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA