Portal do Gremista
Confira as últimas notícias sobre o Grêmio, como jogos, contratações, vendas, rumores, e tudo que você precisa saber sobre o tricolor gaúcho.

- Publicidade -

Grêmio torrou R$ 27 MILHÕES com rescisões de Tardelli, Thiago Neves e outros jogadores

Clube economizou mais de 50% com a antecipação dos fins de contrato

- Publicidade -

O Grêmio gastou R$ 27,5 milhões com rescisões contratuais recentes, o que ainda não incluiu o nome de Maicon. A informação foi divulgada na noite de segunda-feira (30), durante uma reunião do Conselho Deliberativo. Além disso, o documento foi vazado e viralizou nas redes sociais, com os valores.

- Publicidade -

Diego Tardelli chegou em 2019, para ser o diferencial do clube treinado por Renato Portaluppi. Seu contrato total era de R$ 29,6 milhões. A rescisão foi feita em janeiro de 2020, com o tricolor pagando R$ 4,2 milhões ao atleta, que topou deixar de receber R$ 25,3 milhões.

André, uma das apostas de Renato, tinha contrato avaliado em R$ 7,6 milhões. A rescisão em agosto de 2020 foi fechada por R$ 5,8 milhões, resultando em economia de R$ 1,7 milhão ou 23,3% em relação ao valor total que seria pago até o fim do vínculo.

Thiago Neves chegou em 2020 e deveria receber R$ 11,8 milhões. Rendeu muito pouco e foi dispensado, com um pagamento de R$ 5,3 milhões. Isso representa uma economia de 55,09% em relação ao valor total do contrato.

- Publicidade -

Vanderlei também rescindiu contrato com o Grêmio, ele deveria receber R$ 3,8 milhões e assinando sua saída em abril, faturou R$ 3,7 milhões. Aqui o Imortal poupou somente 4,94% do total.

Para a saída de David Braz, o time pagou R$ 1,3 milhão, sendo que o total do contrato era de R$ 2,9 milhões.

Por fim, Paulo Victor, contratado em 2017, recebeu R$ 7 milhões para deixar o Grêmio. O valor cheio era R$ 7,6 milhões, totalizando uma economia de apenas 7,9%.

Grêmio vai gastar ainda mais com rescisões

- Publicidade -

A tabela vazada indica que o tricolor gastaria R$ 63,5 milhões pelos contratos inteiros, mas que o pagamento saiu por R$ 27.512.291,43. Isso representa uma economia de R$ 36 milhões, sendo 56% do total. De fato, a saída de Tardelli foi o melhor negócio.

Maicon tinha contrato até dezembro, de R$ 650 mil por mês. Isso indica que ele receberia no máximo mais R$ 3,2 milhões, contando o 13º salário. Ainda não sabemos se deixou o clube por menos ou o Grêmio terá que pagar tudo pela rescisão.

Enfim, gostou da notícia?

Então, se inscreva no YouTube e nos siga em nossas redes sociais como o TikTok, Twitter, o Instagram e o Facebook. Assim, você poderá acompanhar todas as notícias sobre o nosso Imortal Tricolor.

- Publicidade -

Imagem: Divulgação Grêmio

Comentários do Facebook

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.