Últimas Notícias do Grêmio

Guerra abre o jogo e admite que o Grêmio pode jogar no Beira-Rio

Essa não seria a primeira vez que o Tricolor jogo como mandante no estádio rival

Campanha de Grêmio e Inter arrecada valor surreal em poucos dias no ar
Imagem: Lucas Uebel/ GFBPA

Alberto Guerra reconhece que o Grêmio pode jogar no estádio do Inter

Em um evento marcante para promover a campanha conjunta “Jogando Junto” entre a dupla Gre-Nal, visando a reconstrução do Rio Grande do Sul, o presidente do Grêmio, Alberto Guerra, surpreendeu a todos ao comentar sobre a possibilidade do Tricolor Gaúcho mandar jogos no estádio Beira-Rio, casa do arquirrival Internacional. Em meio a um cenário de incertezas, Guerra destacou que decisões fortes poderão ser necessárias para que ambas as equipes possam continuar a competir.

Leia mais:

Olímpico completa marca de solidariedade e é festejado pelo Grêmio. Saiba mais!

Últimas do Grêmio: vitória em jogo-treino, conversas com Gabigol, dirigente será julgado e mais

Essa ação não seria inédita

De acordo com Guerra, a situação atual demanda união e flexibilidade, mesmo que a ideia de jogar no estádio rival ainda não tenha sido oficialmente discutida entre Grêmio e Internacional. A prioridade, segundo ele, é garantir que os clubes possam disputar suas partidas nas competições nacionais e internacionais, independentemente do local:

“Não seria inédito, já aconteceu no passado. Por enquanto, não houve tratativas nesse sentido. Tanto no Inter quanto no Grêmio, ainda estamos em um momento de reavaliação das estruturas. Não temos nem ideia de quando poderemos treinar, no caso do CT do Grêmio, ou de jogar, no caso do Beira-Rio. Mas tudo é possível”

Afirmou Guerra.

O presidente do Internacional, Alessandro Barcellos, corroborou com a fala de Guerra, ressaltando a complexidade do momento e a necessidade de flexibilidade. Ele mencionou que o cenário desafiador exige que todas as opções sejam consideradas, embora ainda não haja um calendário definido:

“Estamos em um momento de levantamento e de entendimento de como será o calendário daqui para frente. Nem sequer isso nós temos. Talvez no dia 27, no Conselho Técnico na CBF, teremos uma clareza de como será esse calendário e de como teremos que organizar as nossas vidas. A partir daí tudo é possível. Estamos conversando muito sobre esse momento. O que afeta ao Inter e Grêmio é muito semelhante no contexto do futebol brasileiro. Vamos trabalhar. Nada é descartado, mas tudo em seu devido tempo”

Disse Barcellos.

A união de esforços entre Grêmio e Internacional simboliza a força do futebol gaúcho em tempos de adversidade, mostrando que, apesar da rivalidade histórica, a solidariedade e a cooperação são valores essenciais para superar crises.

 

Imagem destaque: Lucas Uebel GFBPA

Natalia Fontoura

@natifontouraf Repórter, redatora e setorista do Grêmio.

Um Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo