JogadoresÚltimas Notícias do Grêmio

Por que João Pedro Galvão e Iturbe não deram certo no Grêmio?

portaldogremista.com.br besozzi iturbe renato nao se cala e dispara sobre os reforcos do gremio gremio iturbe
Imagem: Gustavo Langer/Portal do Gremista

João Pedro Galvão e Iturbe decepcionaram no Grêmio

A diretoria do Grêmio agitou a segunda janela de transferências da temporada de 2023 para qualificar o grupo de trabalho do técnico Renato Portaluppi. Em busca de reforços, o Tricolor Gaúcho acertou com dois nomes do futebol europeu, mas nenhum deles conseguiu corresponder o esperado dentro das quatro linhas.

Leia mais:

URGENTE: Grêmio quer contratar Rafael Carioca; torcida reage na web

Bahia entra na disputa por badalado atacante do Grêmio; saiba quem

Com a necessidade de qualificar o setor ofensivo, o Grêmio apostou em João Pedro Galvão e Iturbe. O primeiro, que se tornou ídolo no Cagliari, da Itália, com direito a naturalização para atuar na Seleção Italiana, estava no Fenerbahçe. Já o argentino naturalizado paraguaio foi contratado após o término de seu vínculo com o Aris, da Grécia.

No Grêmio, JP Galvão foi acionado pelo técnico Renato Portaluppi em 15 partidas, sendo 10 delas como titular pelo Campeonato Brasileiro. A única colaboração ofensiva do camisa 11 foi no empate em 4 a 4 com o Corinthians, quando deu uma assistência.

Já Iturbe teve uma taxa de participação muito pequena em jogos do Imortal. O gringo só foi acionado em seis partidas. O paraguaio só foi titular contra o Athletico-PR, no dia 18 de outubro. Na oportunidade, foi substituído no intervalo e, desde então, não apareceu mais em campo.

A grande dificuldade para JP Galvão no Grêmio foi o posicionamento e o encaixe no time titular. O atacante chegou a receber chances ao lado do uruguaio Luis Suárez, formando uma dupla no setor ofensivo, e também na referência. Além disso, a readaptação ao futebol brasileiro após mais de 10 anos atuando no exterior pesou negativamente.

O posicionamento em campo também atrapalhou Iturbe, que não demonstrou a velocidade e a aptidão física necessária para suprir a lacuna de pontas no elenco. Além disso, o paraguaio sofreu muito para se manter em forma e passou um bom período entregue ao departamento médico.

Imagem destaque: Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação

Bruno Loreto

Jornalista formado pela UNISC, de Santa Cruz do Sul, com pós-graduação em Jornalismo em Base de Dados pela Uninter, apaixonado por futebol e, principalmente, pelo Grêmio. Fanático pelo Tricolor há 27 anos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo