Portal do Gremista
Confira as últimas notícias sobre o Grêmio, como jogos, contratações, vendas, rumores, e tudo que você precisa saber sobre o tricolor gaúcho.

- Publicidade -

Jogadores do Grêmio se mostram ansiosos para a final da Liga das Américas no Fut7

Tricolor montou o time em 2020 e vem colhendo bons resultados, chegando em decisões importantes

- Publicidade -

O time de Futebol 7 ganhou muito destaque em 2020. O Grêmio fez mais investimentos do que nunca, contratando o maior astro do futsal, Falcão e o ex-jogador, Douglas. Por isso, está na final da Liga das Américas.

- Publicidade -

É provável que você também goste:

Grêmio prepara pré-contrato para anunciar Borré oficialmente

Borré no Grêmio receberá uma fortuna ao longo dos 5 anos de contrato

Borré quer doar uma parte que receber do Grêmio para o River Plate

- Publicidade -

Aliás, é algo autossuficiente, que não depende de aportes para sobreviver. São pagos bons salários, permitindo que os atletas vivam disso.

O problema é que a crise sanitária tem dificultado bastante a prática do esporte. O tricolor pode ser campeão do continente americano, está na final da Liga América. A disputa será contra o Sidekicks, do México, mas o jogo deve acontecer apenas em 15 de maio ou mais tarde ainda.

Falcão foi contratado para ajudar a chegar longe no torneio continental e deu certo. Mas, ele nunca jogou ao lado de Douglas. Essa final está agendada para o complexo esportivo Rodrigo Mendes, na zona norte de Porto Alegre.

O Sidekicks não é desconhecido, a equipe foi a primeira campeã do torneio e conquistou o Mundial da categoria em 2018. Marcos Daniel Torres Santos, o Guinho, de 38 anos, faz parte da equipe tricolor desde sua criação, em 2020. Aliás, ele se dedica exclusivamente a modalidade.

- Publicidade -

“É o jogo mais esperado do semestre. Sabemos que é a cereja do bolo da competição que mais almejamos”, afirmou Guinho, o capitão do time, em entrevista para GZH.

Final da Liga das Américas tem que esperar a Covid-19

Por mais que a equipe consiga sobreviver por conta própria, o aparato não é o mesmo do futebol de campo. As competições estão paradas neste momento que o país atinge o pico de mortes.

“Não estamos acostumados a esperar tanto tempo para jogar, como está acontecendo agora. É difícil lidar com essa ansiedade, pois estamos preparados para competir”, comentou.

- Publicidade -

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o Twitter e o Facebook. Assim, você poderá acompanhar todas as notícias sobre o nosso Imortal Tricolor.

Imagem: Reprodução/ O Diário

- Publicidade -

Comentários
Carregando...