Portal do Gremista
Confira as últimas notícias sobre o Grêmio, como jogos, contratações, vendas, rumores, e tudo que você precisa saber sobre o tricolor gaúcho.

Liga de Clubes: como está o projeto que também inclui o Grêmio?

Por enquanto, ninguém interessado...

0

A Liga de Clubes está aguardando uma proposta da empresa Codajás, que pensa em comprar parte dos direitos. Entretanto, os dirigentes não estão parados, eles procuram outras possibilidades e ofertas, caso esse negócio não avance.

Em novembro, 16 clubes, incluindo o Grêmio, assinaram um acordo de intensão para a venda de uma parte dos direitos da liga. O negócio seria mais ou menos assim: eles pagariam um valor adiantado, adquirindo parte dessa liga a ser criada. Recuperariam o dinheiro com acordos de televisão e marketing.

A empresa teria que apresentar uma oferta dentro de dois meses, de ao menos 750 milhões de dólares. O prazo chegou ao fim e a Codajás promete que fará a oferta até o dia 15. Se uma oferta for colocada na mesa, os clubes podem aceitar ou então aguardarem um novo interessado, é improvável que exista um “leilão”.

Inicialmente a Liga de Clubes envolverá os times da Série A, mas tudo indica que os clubes da segundona também farão parte do acordo. O projeto sairá do papel apenas em 2025, até lá os times possuem acordos vigentes com a Globo e outras transmissoras. Há tempo de sobra para prepararem uma boa venda.

Liga de Clubes vai dar certo?

Pode ser que sim. Com Cruzeiro e Botafogo virando empresas, abre-se uma porta para que mais investimentos sejam feitos no futebol. O modelo de negócio, mais profissional, atrai investidores dispostos a lucrar.

A Liga de Clubes deve gerar mais renda para os times brasileiros, e também para quem for seu sócio. A ideia é que ela assuma a gestão do Brasileirão, colocando a CBF de lado.

Enfim, gostou da notícia?

Então, se inscreva no YouTube e nos siga em nossas redes sociais como o TikTokTwitter, o Instagram e o Facebook. Assim, você poderá acompanhar todas as notícias sobre o nosso Imortal Tricolor.

Imagem: infomoney

Comentários do Facebook

- Publicidade -