Portal do Gremista
Confira as últimas notícias sobre o Grêmio, como jogos, contratações, vendas, rumores, e tudo que você precisa saber sobre o tricolor gaúcho.

- Publicidade -

Músicas do Grêmio

Confira letras e ouça as músicas do Tricolor Imortal

- Publicidade -

Falar do Grêmio sem pensar em suas músicas, sobretudo seu hino, é algo impensável. Afinal de contas a estrofe mais famosa “Até a pé nós iremos, para o que der e vier… Mas o certo é que nós estaremos com o Grêmio onde o Grêmio estiver” está na mente tanto dos torcedores quanto dos rivais.

- Publicidade -

Isso mostra o quanto uma boa música fica na história, na mente, nos corações e na voz dos torcedores. Por isso, preparamos um texto onde contamos um pouco da história das melhores músicas do time.

Preparado para cantar? Então acompanhe nosso texto e solte a voz, com as canções do seu time favorito. Confira.

É provável que você também goste:

Como se tornar um sócio do Grêmio?

- Publicidade -

Primeiro Hino

O primeiro hino do Grêmio foi composto em 1924 por Isolino Leal e exalta a força do clube e a fé da torcida nas vitórias dentro de campo conquistadas pelos jogadores do Grêmio. Confira abaixo a letra.

Primeiro Hino

Vibre em nós a luz da energia
que dá fulgor e faz heróis;
músculos de aço e varonia
nos façam da pátria áureos sóis

- Publicidade -

Do sul ao norte
Nos seja prêmio
A fé no Grêmio
Invicto e forte!

A nobreza, se o prélio freme,
é quem inspira o coração
Da nossa gente que não treme,
e luta sempre como um leão.

Do sul ao norte…

Filhos do Pampa erguendo a fama
Desta terra de honra e valor,
com a alma acesa, em viva chama,
por ela cante o nosso amor!

- Publicidade -

Do sul ao norte…

Segundo hino

Composto por Breno Blauth em 1946, o segundo hino do Grêmio, chamado de “Marcha de Guerra”, exalta a capacidade do time de vencer todo o qualquer desafio, operando como uma máquina de guerra, que supera qualquer oponente.

Esse hino busca ainda fortalecer a autoestima da equipe e também da torcida, mostrando que o Grêmio não se intimida com nenhum desafio – venha ele de onde vier. Confira a letra abaixo.

- Publicidade -

Segundo hino – Marcha de Guerra

Abram alas, abram alas
Lá vem o quadro tricolor
Nós estamos confiantes
No nosso 11 de valor

Nosso time da baixada
Não tem receio de nenhum
Pois a bola vai ao golo
E a torcida quer mais um

- Publicidade -

O Gremio é o tal
Não teme seu rival
É o mosqueteiro do esporte nacional
O nosso tricolor é um quadro de valor
Ele é fidalgo, é destemido e é leal

Viva o Grêmio, Viva o Grêmio
Não ganhará o jogo em vão
De conquista em conquista
Vai ser de novo campeão

Hino atual

Criado em 1953, o hino atual do Grêmio foi composto por Lupicínio Rodrigues, gremista fanático, que teve a ideia da marcante frase “até a pé nós iremos” a partir de um incidente envolvendo o transporte de Porto Alegre.

- Publicidade -

Enquanto se preparava para ir a uma partida do clube, Lupicínio viu que os condutores de bondes e ônibus estavam em greve, e os torcedores, para chegarem ao estádio, faziam o percurso até o estádio a pé.

A canção, criada para um concurso, foi chamada de Marcha do Cinquentenário e foi executada nos auto-falantes do estádio do Campo da Baixada em 16 de agosto de 1953, substituindo o hino anterior, a “Marcha da Guerra”.

O hino composto por Lupicínio é cheio de histórias. Por exemplo, ele incorpora uma frase motivacional dita pelos gremistas “Com o Grêmio, onde estiver o Grêmio”.

Uma análise desse hino, aliás, permite que se perceba sua importância. Na primeira estrofe, a música fala do cinquentário e das conquistas do clube no período.

Na segunda estrofe, a música destaca a fidelidade da torcida gremista, enquanto a terceira estrofe conta a história de Eurico Lara, goleiro que se tornou símbolo do time, defendendo o gol do Grêmio por quinze anos.

O atleta foi chamado de “Craque Imortal”, alcunha que se tornou o apelido do Grêmio e está presente na música. Eurico, aliás, foi único atleta homenageado com sua presença no hino do clube.

Esse hino é especial, aliás, porque sua composição foi feita por Lupicínio Rodrigues, mas seus arranjos finais foram feitos pelo maestro Salvador Campanella, tendo sido gravado nos estúdios de uma rádio local, dando um caráter muito profissional à música.

Hino atual

Até a pé nós iremos
Para o que der e vier
Mas o certo e que nós estaremos
Com o Grêmio onde o Grêmio estiver

Cinquenta anos de glória
Tens imortal tricolor
Os feitos da tua história
Canta o Rio Grande com amor

Nós como bons torcedores
Sem hesitarmos sequer
Aplaudiremos o Grêmio
Aonde o Grêmio estiver

Lara o craque imortal
Soube seu nome elevar
Hoje com o mesmo ideal
Nós saberemos te honrar

Até a pé nós iremos
Para o que der e vier
Mas o certo e que nós estaremos
Com o Grêmio onde o Grêmio estiver

Além dos hinos, que marcaram a história do Grêmio, o time é famoso pelas músicas cantadas nos estádios. Sem autoria conhecida, essas canções retratam a alegria da torcida durante os momentos mais importantes do time e nas mais diversas competições, sejam nacionais ou internacionais.

Um exemplo disso é a canção “Danrlei”. Cantada nos estádios, ela fala sobre o ex-goleiro do time, que fez história no clube e até hoje é considerado um dos melhores atletas da história do Grêmio. Veja a letra abaixo.

Danrlei

Danrlei, Danrlei, Danrlei, tu é nosso amigo,

Danrlei, Danrlei, Danrlei, geral está contigo!

São muitos anos de glória, Danrlei, tu é a nossa história

Danrlei, tu é tricolor, com muita raça e amor!

Danrlei, Danrlei, Danrlei, tu é nosso amigo,

Danrlei, Danrlei, Danrlei, geral está contigo!

São muitos anos de glória, Danrlei, tu é a nossa história

Danrlei, tu é tricolor, com muita raça e amor!

Hinos Comemorativos

Na conquista das Copas Libertadores e do Mundial de clubes o Grêmio lançou hinos comemorativos:

Libertadores de 1983

Vamos com raça, vamos com força
Nós somos campeões da América
O nosso título já tá na mão
O nosso time tem garra, irmão
E a Libertadores é nossa
Vamos em frente numa corrente
Nós somos campeões da América
Oitenta anos de emoção
Com tudo azul em nosso coração
Que a Libertadores é nossa
Grêmio, Grêmio
Nós somos Campeões da América

Letra: Carlos Ludwing, Pedro Guisso e Ricardo Engels Garay
Música: José Galia e Banda Tricolor

Mundial de 1983

Oitenta anos de glória,
De garra, de luta, de emoção
Marcaram a grande vitória
Do nosso Grêmio no Japão
A Terra se encheu de azul
Quando assistiu o furacão
Cheio de força que é o Grêmio
O nosso Grêmio do coração
Pra cima, pra cima
Vai pra cima, Tricolor
O Grêmio é Campeão do Mundo
Nada pode ser maior
Grêmio, Grêmio
Nó somos Campeões do Mundo
Nada pode ser maior

Letra: Carlos Ludwing, Pedro Guisso e Ricardo Engels Garay
Música: Jinga Tricolor

Libertadores de 1995

O nosso coração está mais azul
A cada conquista uma nova emoção
Que agita nossa alma
São tantos sonhos de glória e vitória
Que agora se tornam realidade
Pois o Grêmio é bicampeão da Libertadores
E na ponta das nossas chuteiras
Existem milhares de corações
E a cada grito de gol
A alegria explodia no peito
E agora gritamos: bicampeão
A Libertadores é nossa
Grêmio
A Libertadores é nossa
Grêmio
A Libertadores é nossa, de novo

Letra: Juliano Curtões
Música: Guia Brasil Audio Produções

Hinos das Competições

A Libertadores tem a cara do Grêmio. Por isso, disponibilizamos o hino oficial, e uma versão nova feita por uma rede de TV.

Hino Oficial da Libertadores

O hino oficial da Libertadores, é um trecho da Nona Sinfonia de Beethoven.

Libertadores

Abertura da Libertadores 2017-at, do canal Fox Sports.

Agora que você conhece as músicas do Grêmio, qual a sua favorita?

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o Twitter e o Facebook. Assim, você poderá acompanhar todas as notícias sobre o nosso Imortal Tricolor.

Imagem: gremio.net

Comentários do Facebook

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.