Portal do Gremista
Confira as últimas notícias sobre o Grêmio, como jogos, contratações, vendas, rumores, e tudo que você precisa saber sobre o tricolor gaúcho.

- Publicidade -

Rafinha diz que veio para ajudar o Grêmio e não está acostumado na reserva

- Publicidade -

- Publicidade -

Uma das contratações mais badaladas do futebol gaúcho desta temporada, o lateral Rafinha chegou ao Grêmio em março. Consagrado no futebol mundial, o jogador se consolidou na carreira atuando pelo Bayern de Munique-ALE e conquistou as principais competições europeias com o clube alemão. Em 2019 retornou ao Brasil e foi campeão da Copa Libertadores atuando pelo Flamengo naquele mesmo ano. Em agosto de 2020, se despediu da equipe carioca e se transferiu para o Olympiacos-GRE, porém, o desejo do jogador de voltar ao seu país e ficar mais perto da família falou mais alto em 2021.

Com 35 anos, Rafinha é um veterano com longa experiência no futebol. Sua chegada ao Grêmio foi muito comemorada no grupo de jogadores. Carismático e traquejado na malandragem, o lateral também demostrou grande habilidade em tocar instrumentos musicais tradicionais no samba, tais como o banjo e tantan, e logo conquistou o vestiário do tricolor gaúcho.

No entanto, depois de um bom começo na equipe gremista, o futebol de Rafinha despencou juntou com todo o time titular. Caindo em descrédito após um inicio de Campeonato Brasileiro pífio, algumas mudanças foram realizadas e o lateral acabou indo para o banco de reservas.

Improvisado no lado esquerdo na vitória contra o Cuiabá, o jogador explicou no programa Seleção Sportv que entende as razões por ter sido retirado do time e elogiou o jovem lateral Vanderson que entrou em seu lugar entre os titulares.

- Publicidade -

“Primeira vez na carreira, uma situação nova de ficar alguns jogos sem jogar. Fazia cinco partidas que não entrava. O Vanderson tem um potencial muito grande. Sou ‘nego véio’, quero participar, mas faz parte do processo. A fase não é boa, estou aqui para ajudar. O Felipão optou em me colocar na esquerda. Já tinha feito outras vezes e conseguimos sair com a vitória”, afirmou o lateral.

Em relação a fraca campanha do Grêmio no Campeonato Brasileiro, Rafinha argumentou um clube desse tamanho não pode ficar tantas rodadas na zona de rebaixamento.

“Fico triste. Um clube como o Grêmio, com o elenco que tem, não é normal. Mas acontece no futebol. Perdemos jogos em que o adversário chutou uma bola no gol. Criamos, lutamos, mas a bola não entrava. Esta fase está demorando para passar. O torcedor vê que estamos tentando. Sabemos o peso da camisa e tenho certeza que a maré vai virar. O jogo contra o Bahia é de extrema importância para vencer a segunda partida seguida”, alegou Rafinha em tom otimista.

O lateral ainda finalizou prestigiando o lateral Vanderson pela qualidade e empenho que demostra em campo.

- Publicidade -

“Fiquei 15 anos fora e vejo que o moleque brilhará. Tem um potencial muito grande. Dou umas dicas de posicionamento, para defender também. Quando chegar ao futebol europeu, que tenho certeza que estará pronto e ter obediência defensiva. Ele ataca muito bem, mas precisa se preocupar na fase defensiva para ser um lateral completo com futuro brilhante, Europa e Seleção. Não podemos queimar etapas”, enfatizou o lateral Rafinha.

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o Twitter, o Instagram e o Facebook. Assim, você poderá acompanhar todas as notícias sobre o nosso Imortal Tricolor.

Imagem: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

- Publicidade -

Comentários do Facebook

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.