CampeonatoJogosÚltimas Notícias do Grêmio

Renato solta o verbo após derrota do Grêmio no Brasileirão: “Vontade de pedir demissão”

Técnico mostrou-se cansada de certas atitudes da arbitragem

portaldogremista.com.br renato coletiva gremio
Imagem: Grêmio TV

Renato Portaluppi desabafa em coletiva pós jogo

Após uma derrota frustrante no Brasileirão, Renato Portaluppi, técnico do Grêmio, não segurou o desabafo em uma entrevista coletiva marcada pela indignação e pelo clamor por mudanças no sistema do futebol brasileiro.

O episódio que desencadeou a reação de Renato ocorreu aos 46 minutos do segundo tempo, quando Diego Costa, já substituído, foi expulso após uma discussão acalorada com o quarto árbitro. O treinador, então, tomou uma decisão drástica: retirar todos os seus jogadores e membros da comissão técnica do banco de reservas e encerrar a partida antes mesmo do apito final.

A justificativa de Renato foi contundente. Segundo ele, a atitude visava proteger seus jogadores de uma possível nova expulsão devido à presença indevida do chefe de arbitragem, Jailson de Freitas Macedo, que se posicionou ao lado do quarto árbitro, interferindo no desenrolar da partida.

Leia mais:

Escândalo: CBF altera função de profissional para tentar ludibriar denúncia do Grêmio

Com escândalo de arbitragem, Grêmio perde para o Bahia pelo Brasileirão

Treinador Gremista soltou o verbo contra a CBF

O técnico gremista não poupou críticas ao sistema, questionando até que ponto a CBF e os responsáveis pela arbitragem estão comprometidos com a integridade do campeonato. Em um momento de desabafo, Renato chegou a sugerir a utilização exclusiva das categorias de base no torneio, como forma de protesto contra as injustiças sofridas.

A revolta de Renato reflete não apenas uma questão pontual, mas uma insatisfação mais profunda com a condução do futebol brasileiro. Suas palavras carregam o peso de alguém que dedicou sua vida ao esporte e que se vê constantemente impedido de exercer seu trabalho com justiça e equidade.

Ao final da entrevista, Renato expressou até mesmo a vontade de pedir demissão, tal é o cansaço de lidar com problemas recorrentes no futebol nacional. Um desabafo que ecoa não apenas nos corredores do Grêmio, mas em todo o cenário esportivo do país.

“É nadar contra a maré. É triste para o futebol brasileiro. Para você ver como é bagunçado. Um cara está do lado do quarto árbitro, onde não poderia estar, e ainda expulsa um jogador meu. Sinceramente, minha vontade é pedir demissão, tirar férias e ir para a praia”, finalizou.

O recado está dado: é hora de repensar o futebol brasileiro e garantir que ele seja um espaço de competição justa e respeitosa para todos os envolvidos.

 

Imagem destaque: LUCAS UEBEL/GFBPA

Natalia Fontoura

@natifontouraf Repórter, redatora e setorista do Grêmio.

Um Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo