Renato fala em fazer greve por conta do coronavírus

O Grêmio venceu o São Luiz na manhã deste domingo (15) pelo placar de 3 a 2 de virada, na Arena. A partida foi realizada com portões fechados por conta do surto do novo coronavírus. Antes da partida, os jogadores do Grêmio entraram em campo com máscaras, para protestar contra a demora na paralização do Gauchão. Ao final do jogo, o técnico gremista também cobrou uma atitude quanto a isso e Renato fala em fazer greve por conta do coronavírus se não forem paralisados os estaduais.

É provável que você também goste:

Conmebol adia próximos jogos da Libertadores por causa do coronavírus

Renato fala em fazer greve por conta do coronavírus

Confira abaixo o que Renato Portaluppi disse na coletiva após o jogo:

”Usamos as máscaras para alertar as autoridades: jogador de futebol, comissão técnica, todo mundo envolvido com o futebol também é gente. Nós não estamos imunes ao vírus. Quero saber de quem vai ser a responsabilidade, caso alguma coisa mais grave aconteça? Ou será que as pessoas não estão ligadas nisso? Será que o futebol brasileiro não tem que parar? O mundo inteiro está parado. Vamos precisar fazer uma greve? Será que precisaremos chegar nesse ponto? Acho que não precisamos chegar a isso. As pessoas responsáveis têm de ter bom senso de paralisar os campeonatos. Está dado o recado. Espero que as autoridades se botem no lugar do jogador. Se não quiserem parar, que assumam as responsabilidades”.

Além disso, Renato disse que as recomendações estão sendo seguidas, mas que ainda sim é preciso ter uma paralização:

”Ontem (sábado) o doutor Márcio Dornelles nos deu uma palestra. Nos passaram as recomendações de lavar bem as mãos, evitar o contato, e as aglomerações. Tudo que o médico podia nos passar, nos passou. A gente trabalha no meio de muitas pessoas, inclusive nos treinamentos. A vida não tem preço, não acredito que alguém queira peitar os jogadores de futebol. Quando fecham os portões só se têm cuidado com os torcedores. Será que o jogador não é gente? A decisão já está atrasada. Se eles não tomarem, a gente vai tomar .”

Renato ainda ressaltou que já conversou com Romildo e que os outros clubes do país também ameaçam fazer greve:

”Outros clubes também estão alertando isso. A palavra greve é forte, mas eu gosto da minha vida. É um telefonema para os líderes dos clubes e as coisas acontecem no futebol. Não queremos chegar nesse ponto. É para ontem essa decisão. Tenho vários jogadores assustados. Como eles entram para jogar? Com que cabeça?”

Então torcedor, concordam com o treinador gremista?

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o Facebook. Assim, você poderá acompanhar todas as notícias sobre o nosso Imortal Tricolor.