Últimas Notícias do Grêmio

Renato Portaluppi faz grande promessa para morada de Muçum que perdeu tudo. Confira!

As enchentes devastam o RS e o técnico do Tricolor mostra que tem um coração tão grande quanto seu talento

Últimas do Grêmio
Imagem: Reprodução/ GrêmioTV

Renato Portaluppi mostra que é gigante fora dos gramados também

As enchentes atingiram grande parte do estado do Rio Grande do Sul, deixando um rastro de destruição e desespero. Em meio ao caos, uma história de solidariedade e esperança surgiu, protagonizada pelo técnico do Grêmio, Renato Portaluppi.

Quem descobriu essa emocionante história foi o Jornal Opinião, de Encantado. Sensibilizado pelo drama de Nair Geroldi Poletti, de 74 anos, moradora de Muçum, Renato decidiu intervir. Dona Nair perdeu tudo na enchente e, além de enfrentar a perda material, cuida do marido, de 85 anos, acamado há 11 anos devido a complicações do Alzheimer e diabetes.

Leia mais:

CBF aceitou apenas UM pedido dos clubes gaúchos. Confira qual é!

Corinthians libera jogador que interessa ao Grêmio. Veja mais!

A grandeza do técnico Gremista

O técnico gremista mostrou que fora dos granados também não falta determinação e empatia. Renato prometeu a Dona Nair uma ajuda que vai muito além das palavras:

A senhora pode ficar tranquila. Vou falar com os jogadores. Vamos fazer uma vaquinha e presentear a senhora com uma casa, tá?

Teria dito Renato à emocionada moradora de Muçum.

Renato Portaluppi, que nasceu na região de Muçum, em Guaporé, localidade de Marco de Pedra, hoje São Valentim do Sul, viu sua terra natal devastada pelas águas. Talvez por isso, suas lágrimas em entrevistas recentes tenham gerado tanta polêmica. Mas, ao invés de críticas, suas lágrimas parecem refletir uma profunda conexão com as vítimas da tragédia.

Renato mostrou que seu compromisso vai além do futebol. Sua promessa a Dona Nair é um lembrete de que, em tempos difíceis, a solidariedade e o espírito comunitário fazem toda a diferença. E o técnico Gremista provou que, assim como no futebol, na vida também é possível virar o jogo com ações de compaixão e generosidade.

 

Imagem destaque: Lucas Uebel/Grêmio

Natalia Fontoura

@natifontouraf Repórter, redatora e setorista do Grêmio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo