Portal do Gremista
Confira as últimas notícias sobre o Grêmio, como jogos, contratações, vendas, rumores, e tudo que você precisa saber sobre o tricolor gaúcho.

- Publicidade -

Renato x técnicos do mundo: quem tem mais tempo de time?

No Brasil o gremista é o recordista, mas no exterior tem gente com mais tempo de casa

- Publicidade -

Renato Portaluppi chegou ao Grêmio em 2016 e desde então vem colecionando recordes. Mas, quais são os técnicos do mundo há mais tempo em um mesmo clube? Ele é o recordista do Brasil, mas no exterior tem gente na frente.

- Publicidade -

É provável que você também goste:

Thaciano deve ser emprestado ao Bahia

Com Elias Manoel, Grêmio divulga relacionados para enfrentar o São Luiz

Folha do Grêmio vai a R$ 14 milhões com a chegada de reforços

- Publicidade -

A cultura de demitir o treinador por maus resultados acaba impedindo que alguém complete décadas à frente da mesma equipe. Alex Ferguson no Manchester United e Arsène Wenger, no Arsenal, são dois ótimos exemplos e que dificilmente serão repetidos.

Reunimos alguns treinadores que estão há anos dirigindo o mesmo clube, confira em detalhes:

Renato Portaluppi é recordista no Brasil – desde 2016

Renato Portaluppi
Foto: Divulgação /Grêmio

- Publicidade -

Foi no dia 18 de setembro de 2016 que a direção gremista, nos primeiros anos de Romildo Bolzan à frente do clube, anunciou o retorno de Renato Portaluppi. E o começo foi indigesto, com uma derrota para o Athletico-PR na Copa do Brasil e vaga confirmada nos pênaltis.

O Brasil é um país imediatista, onde os treinadores não possuem tempo para trabalhar. Olhar para trás e perceber que Renato está no tricolor há quase 5 anos é algo incrível. Mas, é claro que ele só conseguiu isso graças aos títulos que conquistou até aqui.

Neste período, o Grêmio nunca ficou de fora da Libertadores, e também a torcida pode comemorar pelo menos uma taça em todos estes anos. O treinador gremista ajudou o time a acabar com a seca de conquistas expressivas que vinha desde 2001. Venceu a Copa do Brasil em 2016 e a Libertadores no ano seguinte.

Para muitos, Renato já superou Felipão e é o maior treinador da história do clube. Mas, suas renovações são momentos tensos e na negociação que aconteceu entre as finais da Copa do Brasil contra o Palmeiras, por pouco ele não deixou o clube rumo ao Atlético-MG.

- Publicidade -

Renato ganha por volta de R$ 1 milhão no Grêmio, ganhou uma estátua e é o maior ídolo da história do clube. Aliás, o cofre tem agradecido também, já que a cada ano são feitas novas vendas, permitindo superávits. Tudo isso torna o Imortal um dos principais clubes do país no momento.

Diego Simeone, Atlético de Madrid – desde 2011

Diego Simeone
Foto: Getty Images

Diego Simeone é técnico do Atlético de Madrid desde a temporada 2011-12. Desde então foram mais de 500 jogos sob o seu comando e um período de conquistas e tristezas para o time espanhol. Diferente de Renato, muitas vezes ele é criticado pelo futebol reativo, que não propõe jogo.

- Publicidade -

Logo na primeira temporada faturou a Liga Europa, segunda principal competição da UEFA. O torneio foi vencido pelo Atlético também em 2017-18. Além disso, sua equipe faturou o Campeonato Espanhol em 2013-14 e se mantém entre as principais da Europa. Simeone é hoje um dos principais técnicos do mundo.

De fato, o Atlético costuma chegar no mata-mata da Champions League. Neste período, foram vices em 2014 e 2016, nas duas vezes para o Real Madrid. Na primeira delas, o time seria campeão, não fosse um gol de Sergio Ramos nos minutos finais, levando para a prorrogação. E na segunda, a derrota foi nos pênaltis.

Stéphane Moulin, Angers – desde 2011

Moulin
Imagem A. Mounic/L’Équipe

- Publicidade -

Stéphane Moulin foi durante anos auxiliar técnico do Angers, da França. Ele foi promovido em 2011-12 e tem contrato até o meio de 2022. Aliás, o ponto mais alto de sua trajetória na equipe foi o vice-campeonato da Copa da França, na temporada 2016-17, derrotado na final pelo PSG.

O Angers não é uma equipe de muita expressão. Não costuma disputar competições europeias e normalmente o objetivo é terminar no meio da tabela. A equipe subiu para a elite nacional em 2014-15 e desde então varia entre 9º e 14º lugar na tabela.

Christian Streich, Freiburg – desde 2011

Christian Streich
Imagem: DPA

- Publicidade -

No clube desde meados da década de 1990, Christian Streich também foi jogador do time alemão. No comando técnico, primeiro era o responsável pela base, em seguida virou auxiliar dos profissionais até assumir como treinador principal em 2011.

O Freiburg não é um time grande, foi campeão da segundona alemã em 2015-16 e quando está na primeira divisão precisa lutar muito para resistir.

Sean Dyche, Burnley – desde 2012

Sean Dyche

Sean Dyche é técnico do Burnley desde 2012-13, um time inglês que tem frequentado a Premier League nos últimos anos. Anteriormente, ele treinou apenas o Watford, até chegar ao clube atual.

Na temporada 2014-15 sua equipe caiu para a segunda divisão. Mas, desde 2016-17 voltou a Premiere League e tem conseguido permanecer na elite com tranquilidade. Aliás, a cultura é tão diferente que nem o rebaixamento tirou ele do clube.

Sean Dyche não está entre os técnicos mais conhecidos do mundo, ainda assim, faz um belo trabalho em seu clube.

Vinícius Bergatin, Ituano – desde 2017

Vinicius
Imagem: Emilio Botta

O segundo técnico brasileiro da lista treina o Ituano. Ele tem apenas 40 anos e como jogador rodou por São Caetano, Americana e até o Hannover 96, da Alemanha. Como treinador, dirigiu apenas o Ituano.

Em 2019 ele conquistou o acesso para a Série C, divisão que o Ituano voltou após 12 anos. Em seguida, logo em 2020 o time fez bonito, por pouco não conseguiu subir mais um degrau e voltar a Série B.

Jürgen Klopp, Liverpool – desde 2015

Jürgen Klopp

Jürgen Klopp tirou o Liverpool da fila no Campeonato Inglês, o clube nunca havia vencido sequer uma edição da Premier League. Além disso, foi campeão também da Liga dos Campeões, ganhando o seu espaço no coração dos torcedores dos reds.

Faz tempo que ele comanda o time inglês, mas no Mainz 05 e no Borussia Dortmund, ficou ainda mais. Foram sete anos em cada uma das equipes, até chegar ao seu atual clube. Aliás, o jeito carismático deixa Klopp entre um dos técnicos mais populares do mundo.

Pep Guardiola, Manchester City – desde 2016

Pep Guardiola

O Manchester City contratou Pep Guardiola para mudar de patamar. O técnico chegou a Inglaterra na temporada 2016-17 e nos anos seguintes seu clube somou mais de 100 pontos no Inglês.

O técnico conseguiu revolucionar a equipe algumas vezes, mudando os conceitos de bom futebol. Então, seja jogando com a posse de bola ou apostando em volantes e laterais como zagueiros. Guardiola também está entre os principais técnicos do mundo.

Enfim, gostou do artigo?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o Twitter e o Facebook. Assim, você poderá acompanhar todas as notícias sobre o nosso Imortal Tricolor.

Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

- Publicidade -

Assine nossa Newsletter
Assine nossa Newsletter e fique por dentro das últimas notícias do Gremio
Você pode assinar a nossa newsletter a qualquer momento
Comentários
Carregando...