GreNalÚltimas Notícias do Grêmio

Torcedor do Inter que entrou com criança em campo contra o Caxias pode ser preso

Todos no Brasil, e em boa parte do mundo, se lembrarão do ‘fiasco’ que o (rival do Grêmio?) Inter fez ao perder para o Caxias, nas semifinais do Gauchão 2023, nos pênaltis. Não foi só a torcida, desta vez: jogadores, funcionários e até seguranças bateram nos vencedores, que ‘ousaram’ comemorar em campo diante da torcida mais querida do MPRS e do STJD.

Mas a parte mais estarrecedora, ou melhor, as duas partes, foram: as punições do MPRS, ainda nem cumpridas. Internacional já deve mando de campo de 2017 perdido contra o Novo Hamburgo. E ainda tem apenas um mando perdido em 2022, por celular que cortou a boca de Lucas Silva e o tirou do jogo.

O Tricolor já cumpriu sua perda de mando de campo na estreia do Brasileirão por confusão entre seus torcedores, sem qualquer consequência grave.

Como está o processo de punição do torcedor do Inter que utilizou criança como ‘escudo humano’?

Conforme o Portal do Colorado:

“De acordo com informações da Gaúcha ZH, o torcedor foi indiciado na Polícia Civil pelos crimes de lesão corporal ao cinegrafista e pela invasão de campo. O jogador do Caxias não teria prestado boletim de ocorrência sobre o caso até o momento. Além disso, ele também acabou sendo pauta na Divisão Especial da Criança e do Adolescente (Deca)”, escreveu o portal.

Ainda segundo o mencionado site, no Deca, o colorado que tentou acertar Wesley Pomba, do Caxias, foi “indiciado pelos crimes de submeter criança a vexame ou constrangimento, expor a vida ou a saúde de alguém a perigo iminente e lesão corporal (a menina apresentou escoriações na perna)”.

O Deca menciona que o meliante, que não foi impedido adequadamente pela BM ou jogadores colorados – que, ao contrário, entraram na briga- – pode acabar pegando 7 anos de prisão e ainda uma multa pecuniária. O Inter segue fazendo ‘fiasco’. E, na maioria dos casos, saindo impune, mas quer ser ‘moralizador do futebol’. Só se for para não cair para a B no ‘tapetão’.

Leila Krüger

Jornalista, escritora, Mestre em Comunicação Social PUCRS. Cinco livros publicados. Gaúcha e gremista.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo