Últimas Notícias do Grêmio

Vagner Mancini mantém as esperanças e pede mobilização para Grêmio sair do Z4

Com a 15ª derrota em 27 partidas, o Grêmio vive um verdadeiro filme de terror no Campeonato Brasileiro. Restando apenas 11 jogos ainda para disputar, o tricolor gaúcho precisa alcançar a marca de seis vitórias até o fim da competição para escapar do rebaixamento.

Saindo na frente nos minutos iniciais da primeira etapa, a equipe gremista tomou três e acabou sobrepujada pelo Palmeiras.

Vagner Mancini mantém as esperanças e pede mobilização para Grêmio sair do Z4

Na entrevista coletiva após a derrota do Grêmio de 3 a 1 para o time paulista, o técnico Vagner Mancini avaliou que na ânsia de buscar a vitória, o time cometeu erros por afobação e do nervosismo dos jogadores em campo.

“Temos de ter equilíbrio em cima deste momento. Vencíamos até os 42 minutos do primeiro tempo e, em quatro ou cinco minutos, tomamos os dois gols. Faltam ajustes. Não quero falar se houve acerto ou erro do VAR e da arbitragem. Os pontos não vão voltar. Temos de olhar para frente. Precisamos ser mais fortes dentro de campo. Temos de passar por cima da arbitragem e do adversário”, afirmou.

Tentando achar justificativas para mais um resultado negativo dentro da Arena no Brasileirão, o comandante da casamata gremista alegou que o time não pode perder o controle.

“Estamos tentando achar as explicações. O importante é que nós temos que reagir. O Grêmio tem de vencer partidas. Não importa de que forma. Não importa mais o que aconteceu no jogo do Palmeiras. temos que reagir, temos que ter equilíbrio emocional”, frisou.

Comentando sobre as falhas coletivas e individuais que ocasionaram a derrota, o técnico Vagner Mancini garantiu que irá orientar os jogadores, mesmo com pouco tempo disponível para treinamentos até a próxima partida.

“Esses erros temos de corrigi-los o mais rápido possível. Erro de marcação, de infiltração, de espaçamento das linhas. Não teremos mais nenhuma semana livre. Temos os vídeos e temos de ser o mais comunicativo possível. Esse time não está funcionando e estou enxergando isso. Eu não entrei ontem no futebol. Os ajustes serão feitos. Precisamos achar as combinações que melhor se encaixam. Vamos achar um time competitivo para brigar em condição de igualdade”, comprometeu-se.

Pedindo mobilização para tirar o Grêmio da parte de baixo da tabela de classificação, o treinador gremista argumentou que um time do tamanho do Grêmio vai ter que encontrar forças e se manter na primeira divisão.

“Momento é de dar as mãos. Dos últimos nove pontos, perdemos seis e esse cenário tem que ser alterado. A camisa do Grêmio é marcada por competitividade. Se não somos competitivos, a camisa fica descaracterizada. A gente vai buscar isso, a torcida do Grêmio tem minha palavra”, acentuou.

Enfim, gostou da notícia?

Então, se inscreva no YouTube e nos siga em nossas redes sociais como o TikTok, Twitter, o Instagram e o Facebook. Assim, você poderá acompanhar todas as notícias sobre o nosso Imortal Tricolor.

Imagem: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Roberto Salatino

Jornalista com alma azul celeste. Fanático por futebol e pelo Grêmio.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo