Portal do Gremista
Confira as últimas notícias sobre o Grêmio, como jogos, contratações, vendas, rumores, e tudo que você precisa saber sobre o tricolor gaúcho.

- Publicidade -

Dia das Mães: conheça as mães dos jogadores do Grêmio

Geromel, Kannemann e Diego Souza possuem laços fortes com suas famílias

- Publicidade -

A realidade no mundo do futebol é diferente de outras profissões, muitos precisam mudar de cidade ainda guri e ficam longe da família. Então, o sentimento tem que ser carregado no coração, já que a distância pode ser grande. Em comemoração ao Dia das Mães neste domingo (9), você conhecerá aquelas que foram essenciais para a formação dos jogadores do Grêmio.

- Publicidade -

É provável que você também goste:

YouTube #Shorts

Romildo muda de opinião e passa a valorizar a Sul-Americana

Com Tiago Nunes, Luiz Fernando tem ótima oportunidade para mostrar serviço

Maicon volta a jogar 90 minutos pelo Grêmio após 15 meses

- Publicidade -

O grande charme dessa modalidade é não ser um esporte elitista, onde apenas os mais abastados de dinheiro podem participar. Afinal, basta ter uma bola e dois chinelos, já dá para fazer um gol e começar a brincar com os amigos. Aliás, o futebol é o refúgio para muitas famílias.

No Grêmio e em qualquer outro time, as mães dos jogadores possuem papel fundamental na formação dos aletas. Aqueles que carregam uma base sólida desde jovens tendem a sofrerem menos, estejam distantes ou não. A família do jogador é essencial para o futuro como atleta.

Conheça agora algumas destas personagens tão importantes na vida de seus filhos.

Mães dos jogadores do Grêmio: uma homenagem a todas elas

- Publicidade -

Dificilmente algum jogador profissional ganha menos de R$ 50 mil por mês, os mais bem pagos do tricolor, Geromel e Kannemann, chegam a receber R$ 700 mil por mês. Ainda assim, não esquecem os tempos difíceis do começo de carreira.

E as mães possuem papel importante, muitas vezes abrindo mão de coisas importantes para que os filhos pudessem realizar o desejo de jogar bola. Os mais apegados seguem próximos de suas mães e retribuem todo o zelo dos anos anteriores.

Desde pequeno, Geromel já era sinônimo de segurança

- Publicidade -

Pedro Geromel é, provavelmente, o maior ídolo do Grêmio no século 21. O defensor chegou em um momento deliciado, em que o time não ganhava nada desde o Gauchão 2010.

Então, enfileirou taças das Copa do Brasil, Libertadores e mais três Gauchões seguidos. Sua mãe, Eliane, se sentia segura quando estava próxima do filho pequeno.

“Uma coisa que era legal que senti desde cedo, ele tinha uma proteção comigo. Ele criança e eu me sentia segura, com uns nove anos, me sentia acolhida. O Pedro estava por perto e parecia que tudo ia dar certo. Ele já passava isso”, disse a mãe dele em uma entrevista ao GE.com, em 2019.

Mãe de Pepê reconhece as dificuldades da juventude

- Publicidade -


Embora não jogue mais pelo clube, ele ainda está no elenco e é um dos nomes mais famosos. Em 2020 o jogador disputou o Pré-Olímpico e deixou a mamãe orgulhosa:

“O êxito da vida não se mede pelo caminho que você conquistou mais sim pelas dificuldades que superou no caminho você é um merecedor de tudo que está acontecendo sua família te ama muito”, publicou.

- Publicidade -

Kannemann é outro fora de campo, revela sua mãe

Imagem: Globo Esporte

Uma das mães dos jogadores do Grêmio é a argentina Mabel. Segundo ela, o jogador é uma pessoa sensível, que sempre procura entender o que acontece ao seu redor. Além disso, também é um atleta que não ostenta e prefere estar com os parentes do que com os parças.

- Publicidade -

“Walter não é como o vemos no campo, é tranquilo, normal, ele no campo se transforma. Desde pequeno quis jogar futebol. Ama o que faz. E isso se nota em campo. Assim joga. Mas é sensível. É da família, dos seus amigos, sofre com a gente humilde. Sempre foi assim, desde pequeno. A sensibilidade se vê que vai levar. Sabe separar uma vez que entra em campo”, disse ela.

Diego Souza vendia sorvete junto com sua mãe

Imagem: Vitor Silva / SS Press / Botafogo

Diego Souza é aquilo que dá para chamar de andarilho da bola, um jogador que já rodou o Brasil. E em alguns clubes teve até mais de uma passagem, como é o caso do Grêmio, só que no passado as coisas eram bem diferentes de hoje em dia.

“Minha mãe vendia o que desse para ganhar dinheiro: joias, sorvete… Aprendi a fazer sorvete, mas acho que não consigo mais. E, ainda molequinho, carreguei areia, cimento e tijolo para ajudar na construção de uma casa nova, pois a gente morava com a minha avó, num espaço correspondente ao de uma garagem”, contou.

A dona Maria Cristina Souza, uma das mães dos jogadores do Grêmio, só não gostava quando seu filho, hoje um dos maiores goleadores do país, era expulso ou arrumava confusão nas partidas.

“Meu pai e minha mãe reclamavam muito por causa disso. Sou muito calmo quando estou fora de campo. Meu problema é esse negócio de querer ganhar sempre”, disse ele ao SuperVasco.

Mãe revela as referências do goleiro Brenno

Imagem: Arquivo pessoal

Brenno é filho da engenheira ambiental Mari Fraga, segundo ela, desde pequeno o jovem já pensava no tempo em que teria de morar longe da família, para seguir com o sonho de ser jogador de futebol. E isso aconteceu já aos 13 anos, quando foi jogar no Desportivo Brasil, time de Porto Feliz, 30 quilômetros longe de Sorocaba, terra onde seus pais moravam.

Mari revelou que o atual titular no gol gremista tem em nomes como Manuel Neuer, Courtois e Marcelo Grohe suas principais referências. É um jovem estudioso, que analisava os ídolos para identificar suas principais características e replicar, como a saída de bola.

“Às vezes, ele chegava do treino e dizia: “Hoje consegui bater um tiro de meta que nem o Neuer ou fiz uma defesa igual ao Courtois”. Ele estudava os caras, sabe tudo sobre eles e tenta copiar na medida do possível”, contou ela ao GaúchaZH.

Confira algumas fotos dos jogadores do Grêmio e suas mães

Confira agora mais algumas fotos dos jogadores do elenco atual do Grêmio com suas mães e também de ídolos que não estão no clube atualmente:

Diogo Barbosa no Dia das Mães de 2018


Marcelo Grohe e Ilse Érica Grohe

Lucas Silva junto de sua família, com a mãe ao lado

Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o Twitter, o Instagram e o Facebook. Assim, você poderá acompanhar todas as notícias sobre o nosso Imortal Tricolor.

Comentários do Facebook

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.